VISUALIZAÇÕES

quinta-feira, 6 de março de 2008

DIA DA POESIA

O Dia Nacional da Poesia, 14 de Março, não por acaso, coincide com a comemoração do nascimento do grande escritor baiano Castro Alves, autor de belíssimas obras, como “Navio Negreiro” e “Espumas Flutuantes”. Sua arte era movida pelo sentimento de amor e pela luta por liberdade e justiça.
Em Itabuna, por iniciativa do Poeta e Editor Gustavo Felicíssimo e com o apoio da Editora Via Litterarum, do Centro de Cultura Adonias Filho e da FICC (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania), essa data será marcada em 2008 por um grande evento aberto ao público e contará com a seguinte programação no dia 15, sábado:

OFICINA DE XILOGRAVURA – Facilitador: Gabriel Ferreira
Natural de Tanquinho-BA, Gabriel Ferreira desenha desde os três anos de idade, e tem em suas atividades artísticas, cuja maioria se vincula às artes plásticas, uma forma de expressão das características que absorveu em sua cidade de origem, muito ligadas às manifestações da cultura como um todo. Realiza exposições temáticas concomitantes a lançamentos de livros, participa de saraus, publica ilustrações em jornais e revistas, desenvolve oficinas de artes junto ao IMAQ - Instituto Maria Quitéria – Feira de Santana (Ponto de Cultura/Minc). Participou da Bienal do Recôncavo em 2006, da UNE Recife em 2004, Salões Regionais de Arte/Funceb em Feira de Santana-BA, Bienal do Livro SP, 2006, exposições individuais e coletivas no CUCA, MAC, MRA também em Feira. Participou da Bienal de Artes da Bahia, promovida pelo MAM. Publicou o livro de ilustrações de textos Esboços.
Trata-se duma oficina que desenvolvo junto a um Ponto de Cultura do MinC na região do Sisal na qual faço uso de materiais alternativos a madeira e a ferramentas próprias para entalhe. No caso a madeira é substituída por duratex e os formões por pregos, lâminas emprovisadas e goivas adaptadas de astes de guarda-chuva. A tinta utilizada é a de litografia, para impressão em papel de gramatura superior a 120g. Enfim, como disse, não precisa se preocupar com material.
Trata-se de uma oficina na qual é empregado o uso de materiais alternativos à madeira e às ferramentas para entalhe. A madeira é substituída por Duratex e os formões por pregos, lâminas e goivas adaptadas de hastes de guarda-chuva. A tinta utilizada é a de litografia, para impressão em papel de gramatura superior a 120g.
LOCAL: CENTRO DE CULTURA ADONIAS FILHO
Horário: 9 às 12 horas
INSCRIÇÃO: R$ 10,00

OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL - Facilitador Jotacê Freitas:
Natural de Senhor do Bonfim, Ba, Jotacê Freitas é graduado em Pedagogia pela UNEB e é um dos mais requisitados palestrantes na área da Literatura de Cordel na Bahia, onde também exerce a função de arte-educador em Salvador.
Cordelista respeitado publicou dezenas de folhetos e venceu o Prêmio Nacional de Literatura de Cordel promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia com "Panvermina e Zabelê nas quebradas do Sertão", também foi colunista do tablóide literário SOPA e da revista POESIA & AFINS.

LOCAL: CENTRO DE CULTURA ADONIAS FILHO
Horário: 15 às 18 horas
INSCRIÇÃO: R$ 10,00

GRANDE SARAU COM LANÇAMENTO DE LIVROS
O grande sarau terá apresentação do Poeta e Editor Gustavo Felicíssimo e contará com a participação do grupo de declamação OS BOCAS DO INFERNO, de Feira de Santana. Também haverá a apresentação do Grupo Musical ARRANJOS (Bossa Nova), de Feira de Santana, do Cordelista Jotacê Freitas, de Senhor do Bonfim, do músico Itabunense Jaffet Ornelas e um bate papo sobre a vida e a obra de Castro Alves com Geraldo Maia, poeta Itabunense e maior expressão da chamada poesia marginal, na Bahia. O Sarau será aberto à participação do público.


ESTRUTURA DA PROGRAMAÇÃO DO SARAU

- Abertura com a apresentação de poemas de Valdelice Pinheiro
musicados por Jaffet Ornelas
- Apresentação do Grupo de Declamação OS BOCAS DO INFERNO
- Apresentação do Cordelista Jotacê Freitas
- Bate-papo sobre Castro Alves com o poeta Itabunense Geraldo Maia,
fundador do Movimento Poetas na Praça, representante maior da Poesia Marginal na Bahia.
- Lançamento de livros
- Volta o Grupo de Declamação OS BOCAS DO INFERNO
- Abertura para declamação dos poetas presentes
- Recital aberto à participação dos expectadores
- Fechamento com o grupo musical ARRANJOS

LOCAL: CENTRO DE CULTURA ADONIAS FILHO
Horário: das 20:00 horas em diante
Entrada: R$ 5,00


Inscrições abertas
Poderão ser efetuadas no Centro de Cultura Adonias Filho e no Quiosque Cultural, em frente ao Banco do Brasil.

2 comentários:

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado

Anônimo disse...

Olá ! Ótimo teu blog. Gostei. Um soneto meu. Abraços.
NOITES DE LUAR

Ialmar Pio Schneider

Estou de novo só... mas conformado
porque posso enfrentar a solidão,
sem esquecer também que no passado
derramei minhas lágrimas em vão.

É preciso entoar uma canção
que venha merecer o teu agrado,
isenta de qualquer desilusão
como se nunca houvesse soluçado.

Eu olho os céus e como antigamente
as noites têm estrelas e luar
que me permitem outra vez sonhar;

e não me sinto triste nem contente,
porquanto a vida agora é diferente:
tenho a poesia para não chorar...

Do livro em preparo: “Sonetos e Cânticos
Dispersos”.

R A D A R - Canoas, 24 de maio de l984 - Página 9
_______________________________________________________________________
http://ialmar.pio.schneider.zip.net/
em 15.08.2009
http://ialmar.pio.schneider.zip.net/
em 21.9.2010
http://ialmar.blog.terra.com.br/
em 27.6.2011
http://ialmarpioschneider.blogspot.com/
Em 29.6.2011

Visite meus blogs acima, agradeço.

Deixe um comentário nos mesmos. OK?